Como é ser IMIGRANTE nos ESTADOS UNIDOS? | #SouMigrante

Como é ser IMIGRANTE nos ESTADOS UNIDOS? | #SouMigrante

julho 15, 2019 Off Por Redator

Recentemente, eu recebi um convite da Organização Internacional para as Migrações (OIM), que é ligada à ONU, pra falar um pouquinho sobre a experiência de ser uma brasileira imigrante nos Estados Unidos, usando três objetos pessoais Então hoje, eu vou responder as perguntas que eles me enviaram e mostrar os três objetos que eu escolhi pra vocês

Qual foi o aspecto mais difícil de deixar o seu país? Bom, o primeiro objeto que eu vou mostrar pra vocês é o passaporte que eu usei quando eu vim morar nos Estados Unidos É o passaporte antigo, verdinho, mas eu tive vários vistos americanosaqui nesse passaporte, eu tenho uns três vistos americanos

Mas o aspecto mais difícil cada imigrante tem uma história diferente, mas no meu caso, foi realmente estar longe dos meus amigos e da minha família, principalmente pra nós brasileiros que somos tão apegados aos nossos círculos sociais, essa parte de estar longe das pessoas que a gente ama é bem difícil Qual é o maior desafio de morar fora? Além dessa parte que eu já falei de estar longe da família e dos amigos, eu acho que um desafio de morar fora é tentar encontrar um equilíbrio entre os nossos costumes e nosso jeito de ser e os costumes e o jeito de ser das pessoas locais

a gente já vem com a nossa bagagem cultural e às vezes o nosso jeito de viver entra um pouco, talvez, em conflito com o jeito de viver das pessoas do país pra onde a gente migrou, então encontrar esse balanço entre preservar a nossa identidade, mas ao mesmo tempo, se adaptar à cultura local é um grande desafio Outro desafio também que eu não posso deixar de mencionar é a questão dos vistos, do green card, que não é fácil também conseguir permanecer em um país como imigrante pela questão burocrática de impedimentos migratórios O que você mais gosta sobre o país para onde migrou? O segundo objeto que eu vou mostrar pra vocês hoje é o livroeu acho que foi o primeiro livro que eu comprei, ou um dos primeiros, depois que eu vim morar nos Estados Unidos, que é este livro sobre a história americana Eu vou confessar pra vocês que eu não li ele todo, mas uma das coisas que eu mais gosto nos Estados Unidos é o fato de que tudo é muito eficiente, as coisas são feitas com uma rapidez incrível, a gente pode resolver várias coisas pela internet, então isso faz com que a gente economize muito tempo Só que os Estados Unidos não são assim simplesmente por mágica, existe toda uma razão por trás dessa eficiência e eu acho que uma maneira de entender porque um país é do jeito que ele é é estudando a sua história Qual foi a lição mais importante que você aprendeu durante a sua experiência como migrante? O terceiro objeto que eu vou mostrar pra vocês é a faixa da minha graduação Você usa essa faixa quando você se forma na universidade

e essa aqui é da UCLA, onde eu me formei E na verdade, as lições mais importantes que eu aprendi durante esses anos como imigrante, não necessariamente vieram da universidade, mas uma das lições foi que eu nunca vou deixar de ser brasileira, a minha brasilidade está em mim e mesmo que eu fique anos e anos morando fora, eu sempre vou ser brasileira e vou agir às vezes por instinto como brasileira Um exemplo bobo, mas que acontece muito comigo é, por exemplo, em vez de

quando eu não conheço uma pessoa em vez de cumprimentá-la com um aperto de mão, e eu vou e dou beijo, e aqui geralmente você cumprimenta as pessoas que você não conhece com um aperto de mão E outra lição foi aprender a lidar e conviver com as diferenças porque aqui nos Estados Unidos há muitos imigrantes de várias partes do mundo que acreditam em diferentes deuses e que levam diferentes estilos de vida, então é muito importante, pelo menos aqui, saber lidar com essa diversidade e respeitá-la e até admirá-la Eu acho que a diversidade faz o mundo mais interessante e a gente aprende uns com os outros

Se vocês tiverem interesse em saber um pouquinho mais sobre o trabalho da Organização Internacional para as Migrações (OIM), eu vou deixar o link do site deles aqui embaixo e também os links das redes sociais e se você tem um canal no YouTube e você é imigrante e gostaria de participar dessa campanha, você também pode responder essas perguntas e usar a hashtag #SouMigrante ou #IamaMigrant E também, eu já fiz vários vídeos sobre os Estados Unidos aqui no canal, então se vocês tiverem interesse em saber um pouquinho mais sobre os Estados Unidos, sobre a cultura americana, eu vou deixar o link da playlist aqui embaixo e eu também já fiz um vídeo mais específico sobre o meu processo de imigração, sobre as mudanças de visto, então se vocês tiverem interesse em saber um pouquinho mais sobre isso, eu também vou deixar o link aqui embaixo e muito obrigada por assistir esse vídeo e até a próxima Beijos!